Adubo ou a sutil

adubo
Adubo ou a sutil arte de escoar pelo ralo

O sopro da morte ou O tênue e sublime fio que distingue a vida da morte.

Do pó viemos, ao pó retornaremos!”

E todos viraremos o adubo que irá ajudar a cultivar um novo caminho. Não importa o que somos hoje ou quem seremos um dia, a morte enxerga a todos independente de cor, idade, sexo ou crença e, um dia, ela virá para você também. A peça “Adubo”, que estava em cartaz na Caixa Cultural, recria esse mau agouro de forma magistral utilizando-se de diferentes sentimentos e um fenomenal trabalho de corpo para nos mostrar o quão somos iguais perante o olhar da “velha senhora com a foice na mão”.

Temporada de 24/05/2014 Até 08/06/2014

 Caixa Cultural – Teatro de Arena

 


Você tem Facebook? Faça parte do Portal Centro

Deixe seu comentário: